compartilhar:

A Nova Medicina Germânica.

 

   Foi da dor que se descobriu a Nova Medicina Germânica

 

Indiscutivelmente, um espetáculo surge de uma dor. A pérola é o produto da dor, uma ferida que se transforma em descoberta e beleza. E, porque não dizer, um impacto inesperado que mudaria a história?

Estou falando da relação entre a ostra e a pérola.

Você deve estar se perguntando qual a relação entre a Nova medicina Germânica, a Ostra e a Pérola. Eu explico!!

A pérola é o resultado de uma reação da concha quando é atacada por um cisco, grão de areia ou parasita invasor. Estes parasitas ferem a concha e se alojam numa fina camada que protege suas vísceras. Acredite ou não, isso é muito doloroso para a Ostra. E, num processo de defesa contra aquele mal, ela começa a liberar  camadas de proteção que vão cobrindo aquele intruso, na intenção de cessar a dor, formando assim uma belíssima e valiosa Pérola. É como se fosse o corpo humano tentando mandar informação através de uma patologia, comunicando que você sofreu um impacto e que seu cérebro precisa ser estimulado para que possa reverter essa patologia.

Uma ostra que não foi ferida, não produz pérola, a pérola é a ferida cicatrizada!

É impressionante o quanto nós seres humanos somos também afetados por traumas ou feridas que nos dão um start e nos fazem levantar, e encarar o trauma de forma positiva. Foi assim que aconteceu com o  Dr. Hammer, o médico alemão que descobriu a Nova Medicina Germânica.

Doutor Hammer era casado e tinha apenas um filho, que foi vítima de um tiro acidental, causando sua morte.

Essa perda súbita foi, para esse pai, como um cisto intruso que se alojou de forma inesperada, feriu e causou dor intensa… E seu corpo reagiu de forma surpreendente… um câncer testicular surgiu!

Por ter sempre boa saúde Dr. Hammer assumiu que o desenvolvimento da doença estava ligado à morte de Dirk seu filho.

 

“Penso que da ostra, essa pérola é a mais valiosa”

 

Foi a partir daí que Dr. Hammer começou a realizar várias pesquisas com seus pacientes, e percebeu que, todos eles, antes de desenvolver um câncer, passaram por algum stress. Alguma ferida foi aberta, algum cisco entrou e feriu a concha. Isso nos faz compreender como uma situação de grande estresse emocional, a qual o Dr. Hammer  caracterizou como CHOQUE DE CONFLITO ou DHS (SÍNDROME DE DIRK HAMMER, em homenagem ao seu filho) é capaz de gerar mecanismos de adaptação por todo o organismo em resposta a uma emotividade, no intuito de ajudá-lo a encontrar uma solução e superar o seu conflito.

Baseando-se no fato de que tudo que acomete o corpo  é controlado pelo cérebro, Dr. Hammer analisou e estudou as tomografias de seus pacientes. Com isso, comprovou que as origens das enfermidades estão no cérebro, algo que nenhum outro estudo havia nem cogitado.

Seus estudos se dividiram em cinco partes que receberam o nome de “Leis Biológicas”. São conhecidas, hoje, como as 5 Leis Biológicas de Hammer.

 

compartilhe:

Avenida Brasil, 658 - Centro - Urânia/SP - CEP: 15760-000